Fátima, 13 nov 2021 (Ecclesia) – O presidente da Comissão Episcopal Laicado e Família disse à Agência ECCLESIA que é necessário “passar à prática” as indicações da Igreja Católica, nomeadamente do Sínodo dos Bispos sobre a Família, para fazer da família o sujeito da Pastoral Familiar.

“Doutrina temos, agora é preciso passar à prática concreta”, disse D. Joaquim Mendes sobre os trabalhos da Jornada de Pastoral Familiar, que hoje decorreu em Leiria.

Inspirado no ponto 200 da Exortação Apostólica «Amoris Laetitia», a jornada teve por tema «”Família sujeito de Evangelização” e decorre numa metodologia “sinodal”.

“Queremos, juntos, na experiência de sinodalidade, com os secretariados diocesanos e movimentos eclesiais da pastoral familiar, levar por diante, operacionalizar, fazer com que as famílias sejam sujeito de evangelização”, referiu D. Joaquim Mendes.

Num formato “menos expositivo e mais de comunhão de ideias e opiniões”, totalmente alinhado com o percurso sinodal lançado pelo Papa Francisco e em que “toda a Igreja Universal se encontra envolvida”, garantiu-se uma “forte formação prática dos participantes” – delegados das várias dioceses e movimentos – na expectativa que “resulte numa dinâmica multiplicativa nas suas realidades pastorais”, indica um comunicado enviado à Agência ECCLESIA.

Os trabalhos, que decorreram no Seminário de Leiria, foram dinamizados pelo padre Ricardo Freire, dehoniano.

PR