Três instituições da Igreja Católica pedem maior conhecimento dos programas eleitorais

 

Lisboa, 22 set 2015 (Ecclesia) – A Cáritas Portuguesa, a Comissão Nacional Justiça e Paz e a Sociedade de S. Vicente de Paulo apelam aos partidos políticos que “divulguem amplamente” as medidas de “apoio económico e social aos mais vulneráveis”, durante a campanha eleitoral.

Num comunicado enviado à Agência ECCLESIA, as três instituições da Igreja Católica manifestam o seu “desejo” de que as medidas de “apoio económico e social” para os mais vulneráveis”, bem como as relativas à saúde e à educação, “se tornem prioritárias” para o próximo Governo de Portugal.

A Cáritas Portuguesa, a Comissão Nacional Justiça e Paz e a Sociedade de S. Vicente de Paulo apelam também ao “sentido de responsabilidade” das portuguesas e dos portugueses para que no dia 4 de outubro cumpram o “importante dever cívico” de votar.

“O futuro dos Portugueses deverá depender da escolha de muitos e não de um pequeno número de eleitores”, acrescenta o comunicado intitulado ‘Votar é um direito, mas também um dever’.

A eleição dos deputados à Assembleia da República que determina a escolha do próximo Governo está marcada para o próximo dia 04 de outubro.

Agência Ecclesia