Bragança, 01 jul 2016 (Ecclesia) – A Diocese de Bragança-Miranda viu o seu calendário particular, bem como os textos próprios do Missal e da Liturgia das Horas, serem aprovados pelo Vaticano, segundo um decreto publicado pela Santa Sé.

 

O documento é da Congregação para o Culto Divino e Disciplina dos Sacramentos, e enviado esta sexta-feira à Agência ECCLESIA.

Sobre esta decisão, a Diocese de Bragança-Miranda destaca o facto de ter pela primeira vez “um calendário próprio aprovado pela Santa Sé”, uma “ferramenta” através da qual a Igreja Católica local espera fomentar a liturgia enquanto fator de união, de comunhão mas também de singularidade”.

“Este calendário permite-nos viver com mais firmeza e convicção o que professamos no Credo. O ‘Todo’ da Igreja está aqui presente como em cada diocese. É mais um instrumento para a cultura da comunhão, da unidade, da relação entre todos os que vivemos e peregrinamos neste território”, frisa o bispo de Bragança-Miranda, D. José Cordeiro.

Com este calendário, a diocese pretende prestar um especial tributo “aos santos próprios” do seu território e também realçar as “solenidades, festas e memórias” que mais dizem às comunidades locais.

Em destaque estão festas como a do padroeiro principal de Bragança-Miranda, São Bento (21 de março e 11 de julho); e as solenidades dedicadas aos santos e beatos que passaram por aquele território como bispos: Frutuoso, Martinho do Dume, Geraldo (5 de dezembro); e Bartolomeu dos Mártires (18 de julho).

Também outros beatos da região, como Bento de Castro e Nicolau Dinis  (17  de julho); a solenidade da Dedicação da igreja Catedral  (7 de outubro)  e de todas as  igrejas dedicadas  (25 de outubro); a festa da Basílica de Outeiro  (14 de setembro); e  outras celebrações significativas na vida da Diocese.

Agência Ecclesia