SÃO PAULO, 28 Mar. 16 / 07:30 pm (ACI).- Uma foto de toda a família aos pés de Nossa Senhora, com essa imagem o apresentador brasileiro Marcos Mion postou em seu Facebook um testemunho sobre sua fé católica que logo se tornou viral. No texto, conta como era um “católico a sua própria maneira” e como passou a ter uma verdadeira experiência de fé graças a sua esposa.

 

 “Durante anos da minha vida – conta o artista – fui somente à missa de Natal e Páscoa. Fiz o sinal da cruz somente antes do avião levantar e esqueci inúmeras vezes de fazer de novo ao pousar”.

Mion assumiu aos seus seguidores: “Usava a fé e a religião de acordo com minha necessidade e comodidade. Sempre que fazia algo errado eu mesmo tratava de me perdoar e ‘explicar pra Deus’ que tava [sic] beleza por tantas coisas boas que faço, criando uma balança onde eu era meu próprio Deus, capaz de ditar como era essa minha própria religião”.

Assim, admitiu que embora estivesse baseado na fé, colocando a família acima de tudo e fazendo o bem aos outros, o que praticava estava “um pouco distante do que é realmente a religião católica”.

Foi quando sua esposa, Suzana Gullo, imergiu “na busca pela fé, paz de espírito e sentido do bem fazer, ou seja, na religião católica”, que seguiu os passos dela e entendeu o verdadeiro sentido do catolicismo, o que comparou com o seguinte exemplo:

“Finalmente entendi que comemorar somente Páscoa e Natal é como ir de bico [penetra] numa festa de fim de ano de uma grande empresa: vc [sic] pode até tirar alguns benefícios, mas não vai entender e nem aproveitar da mesma forma que as pessoas que trabalharam o ano inteiro, que deram o sangue e se dedicaram à empresa! Essas pessoas, sim, sabem o que todos ali passaram e os sacrifícios que já foram feitos para que hoje nós possamos comemorar e sermos pessoas melhores”.

O artista relatou ainda que é bom ver pessoas parando um pouco de publicar conteúdos negativos na internet para postar mensagens edificantes, como homilias do Papa, textos de Madre Teresa de Calcutá. Entretanto, assinalou que “melhor seria se fosse com a crença em Deus Pai, com totalidade de dedicação ao longo da vida, afinal nunca é tarde”.

Por fim, o apresentador revelou que atualmente participa da Missa mais de uma vez por semana, educa seus filhos de acordo com os ensinamentos de Jesus, “que contém a sabedoria de uma humanidade”, e reza sempre, não apenas para se aproximar de Deus, mas para se tornar “mais humano”, “um homem que aceita que seu destino está nas mãos de outro e que meu perdão e a forma que encaro a vida e minhas cruzes estão ligadas à minha fé”.

Marcos Mion apresenta um programa de entretenimento nas noites de sábado na televisão brasileira que se caracteriza pelo humor, mas não como uma vitrine de virtudes. Apesar disso, seu testemunho de família é visto como edificante por muitos de seus seguidores nas redes sociais.

Casado há 11 anos com a designer Suzana Gullo, eles têm três filhos, Romeo, Donatella e Stefano. Seu filho mais velho, Romeo, possui o Transtorno do Espectro Autista (TEA).

Em sua página no Facebook, Mion costuma compartilhar experiências que vive em família e principalmente o aprendizado que tem com seu filho Romeo, a quem chamou de “meu anjo” em um post do dia 7 de março.

Nesta mesma postagem, o artista explicou que “a criança autista necessita de amor, muito carinho, muita paciência e compreensão”. Por isso, afirmou que quando se passa a ter que ser desta maneira 24 horas por dia, torna-se um ser humano melhor.

“Você se esforça diariamente para viver sob esses pretextos que se assemelham demais aos ensinamentos de Jesus Cristo”, escreveu o apresentador, sublinhando que seu filho autista é um mestre para ele e para toda a família.