Crédito: Facebook Restaurante Buenos Aires

 

 

NOVA IORQUE, 30 Set. 15 / 03:30 pm (ACI).- Durante sua estadia em Nova Iorque, o Papa Francisco novamente teve a oportunidade de sentir-se em sua terra, Argentina, quando na sexta-feira, 25, foi acolhido com o sabor culinário de alguns compatriotas, que com carinho e esmero lhe ofereceram um frango com limão preparado na churrasqueira.

 

Um dos seus compatriotas é Ismael Alba, que mora em Nova Iorque desde 1981. Ele é dono do “Buenos Aires”, um dos restaurantes mais representativos da gastronomia argentina nesta cidade americana. Este local é disputado há uma década por diplomatas, empresários, artistas e sacerdotes. Quem também colaborou com a hospedagem ao Pontífice foi Horacio Salinas, natural de Mendoza (Argentina), responsável pela elaboração da churrasqueira.

Alba disse ao Grupo ACI que foi procurado através de Dom Bernardito Auza, Observador Permanente da Santa Sé na ONU. “Minha proposta era cozinhar durante os dois dias que ficou em Nova Iorque, mas ao final me pediram somente o almoço do dia 25”, relatou.

Como o Santo Padre está seguindo uma dieta estrita por motivos de saúde, Alba teve que mudar o cardápio e decidiu fazer um frango com limão na churrasqueira.

Ismael Alba contou ao Grupo ACI que quando se está na presença do Papa “deseja abraçá-lo e receber a sua bênção… A gente se emociona quando o vê”.

Também referiu que ambos tiveram um encontro “muito engraçado. Eu o Abracei e coloquei a mão no seu ombro. Um dos seguranças começou a tirar a minha mão do seu ombro. Então eu disse ao Santo Padre: ‘Ai, desculpe-me Sua Santidade’. Ele me respondeu: ‘Deixa a sua mão aí, não se preocupe, o Papa não morde’”.

Além disso, assinalou que o Papa Francisco lhe deu de presente alguns terços para sua sogra, para sua esposa, para um dos cozinheiros, Jorge Hernández, e para ele. “O Papa é uma pessoa muito boa. Na verdade, ele é muito especial. Espero que Deus lhe dê muita saúde e que o tenhamos por muito tempo”, concluiu Ismael Alba.