– reflexões de D. Gabriel Mbilingi sobre desafios da família em África

 

O tema da família é a mãe de todos os temas e tratar da família é tratar do futuro da humanidade – quem o afirma é o arcebispo D. Gabriel Mbilingi, presidente da CEAST (Conferência Episcopal de Angola e S. Tomé) e do SECAM (Simpósio das Conferências Episcopais de África e Madagáscar), nas suas reflexões à volta do Sínodo sobre a família que decorre no Vaticano. As tradições dos nossos povos acerca da família – continua D. Mbilingi – se estão gradualmente perdendo por influência do secularismo, individualismo e uma mentalidade egoísta, juntamente com a mundialização e o avanço das tecnologias que caracterizam os nossos dias. O arcebispo também se refere ao desafio dos polígamos que pedem para aceder à fé cristã e das várias formas de família que também já se fazem sentir em África. Mas a África tem também uma palavra a dizer a este Sínodo e à Igreja universal – reitera o arcebispo.