VATICANO, 09 Out. 14 / 04:22 pm (ACI/EWTN Noticias).- A Sétima Congregação Geral do Sínodo da Família reafirmou nesta quinta-feira que o dom da vida e a virtude da castidade “são valores fundamentais do matrimônio cristão” e lançou nesta quinta-feira um chamado aos católicos para que anunciem a mensagem de esperança de que as crianças são importantes para as famílias e para a sociedade, frente ao drama do aborto e das consequências negativas dos anticoncepcionais na taxa de natalidade.

 

A Santa Sé informou que na segunda parte da congregação também se abordou o tema da paternidade responsável e se denunciou o crime do aborto. Além disso, se recordaram tragédias como o infanticídio, a violência contra as mulheres ou o tráfico de seres humanos. “Portanto se insiste na necessidade de enfatizar o conceito de justiça entre as virtudes fundamentais da família”, assinalou.

Os bispos também dialogaram sobre “a responsabilidade dos pais na educação dos seus filhos na fé e nos seus ensinamentos. Essa responsabilidade é primordial e é importante prestar-lhe a atenção devida. Entre outras coisas, observou-se que a atenção pastoral das crianças pode criar um ponto de contato com as famílias que se encontram em situações difíceis”.

Nesse sentido “se destacou o impacto negativo dos anticoncepcionais na sociedade, que deu lugar a uma diminuição da taxa de natalidade. Frente a tal cenário – foi dito – os católicos não devem permanecer em silêncio, mas devem dar uma mensagem de esperança: as crianças são importantes, dão vida e alegria aos seus pais e fortalecem a fé e as práticas religiosas”.

Por último, reiterou-se o papel fundamental dos leigos no apostolado da família e em sua evangelização, assim como o dos movimentos leigos que podem acompanhar os núcleos familiares em dificuldade.