VATICANO, 15 Ago. 16 / 12:00 pm (ACI).- Depois da Oração do Ângelus, na Solenidade da Assunção da Virgem Maria, celebrada hoje, o Papa Francisco lamentou a nova matança ocorrida no fim de semana no nordeste da República Democrática do Congo, na África, e denunciou o “silêncio vergonhoso” a nível mundial acerca destes crimes.

 

Na noite do dia 13 de agosto, um grupo armado com facões assassinou aproximadamente 45 civis perto da cidade de Beni, na região de Kivu do Norte.

O governo da República Democrática do Congo responsabilizou pelo massacre o grupo rebelde Forças Democráticas Aliadas, o qual as Nações Unidas acusam de diversos crimes.

O Santo Padre encomendou “à Rainha da Paz, que hoje contemplamos na glória celeste, as ansiedades e as dores das populações que em tantas partes do mundo são vítimas inocentes de persistentes conflitos”.

“O meu pensamento vai aos habitantes do Kivu do Norte, na República Democrática do Congo, que recentemente foram vítimas de novos massacres, que há muito são perpetrados no silêncio vergonhoso sem sequer chamar a nossa atenção”.

Estas vítimas, disse “infelizmente, fazem parte de tantos inocentes que não têm peso sobre a opinião mundial”.

“Que Maria obtenha para todos sentimentos de compaixão e compreensão; e desejo de paz e concórdia!”, concluiu.