Mosul (RV) – Milicianos do autoproclamado Estado Islâmico percorreram as ruas de Mosul, no Iraque,  anunciando a iminente abertura da “Mesquita dos Mujahiddin” na igreja que era dedicada a Santo Efrém. É o que reportam fontes locais através do site ankawa.com. O anúncio chega na véspera do primeiro aniversário da conquista da cidade, ocorrida na noite entre 9 e 10 de junho de 2014.

 

A Igreja de Santo Efrém – pertencente à Igreja Sírio Ortodoxa – era um dos maiores locais de culto cristão no centro de Mosul. Alguns indícios deixavam antever a intenção dos jihadistas em transformá-la em mesquita, após milicianos do Califado terem escolhido os prédios anexos como sede do Conselho de Estado dos Mujahiddin. A cruz sobre a cúpula havia sido removida e no outono passado, bancos e outras mobílias haviam sido retiradas e colocadas à venda.

Em 9 de setembro, ataques aéreos da coalizão danificaram gravemente alguns edifícios adjacentes à Igreja de Santo Efrém e à Igreja Sírio-católica dedicada à São Paulo, também esta localizada no assim chamado “bairro da polícia”.

Santo Efrém, o sírio,  foi um teólogo, santo sírio do século IV e um dos maiores e mais antigos escritores de língua siríaca. É venerado por cristãos do mundo inteiro, em particular pela Igreja Ortodoxa Siríaca e pela Igreja Católica Síria. Foi reconhecido como Doutor da Igreja em 1920, pelo Papa Bento XV, na sua Encíclica Principi Apostolorum Petro, de 5 de outubro. (JE)

(from Vatican Radio)