ERBIL, 08 Ago. 16 / 03:00 pm (ACI).- O Arcebispo sírio-católico de Mossul, Kirkuk e Curdistão (Iraque), Dom Yohanno Petros Moshe, ordenou na sexta-feira, 5 de agosto, três novos sacerdotes em um campo de refugiados em Erbil.   

 

O sacerdote católico recém-ordenado, Pe. Roni Salim Momika, afirmou que o evento constitui um grande encorajamento de alegria e esperança para a comunidade em que serve.

Em 5 de agosto o Pe. Momika foi ordenado sacerdote junto aos diáconos Emad e Petros, em uma igreja pré-fabricada no campo de refugiados Erbil Aishty 2.

Em declarações ao Grupo ACI, o novo sacerdote disse: “Sinto-me feliz, muito feliz” pela ordenação no campo de refugiados onde vivem 5.500 cristãos, que foram obrigados a fugir de Qaraqosh em agosto de 2014, quando os terroristas do Estado Islâmico destruíram essa cidade cristã iraquiana.

O sacerdote explicou que no sábado, 6 de agosto, foram lembrados os dois anos desse evento, mas que graças à providência divina, agora esta data será recordada também com alegria.

“Tivemos que deixar Qaraqosh nesta época, há aproximadamente dois anos, e este tempo foi um desafio e um tempo de tristeza”, relatou.

Este dia, continuou, “antes era um dia ruim porque nós nos tornamos refugiados e o ISIS ocupou Qaraqosh, porém agora se transformou em algo de bom com a nossa ordenação, algo que dá esperança à nossa gente”, compartilhou com o Grupo ACI.

O novo sacerdote afirma que quer dar aos cristãos “força, esperança e coragem para seguirem suas vidas e estar com os pobres” e com os que sofrem.

Na essência, conclui, sua missão é “levar a Cristo às pessoas”.