MADRI, 12 Nov. 16 / 07:00 am (ACI).- A administração local do povoado de Calamocha, na cidade de Teruel (Espanha), organizou a festa de Halloween intitulada “o convento do terror’ no antigo convento das religiosas Concepcionistas Franciscanas, fechado desde 2007, mas no qual todos os dias é celebrada a Missa na capela. Esta festa levou a um forte protesto entre os vizinhos e o conselho paroquial considerou uma falta de respeito.

 

Segundo informações publicadas no site ‘Religión Confidencial’, o conselho paroquial de Calamocha, formado por Cáritas, ‘Manos Unidas’ e outras associações, mostrou-se “em total desacordo” ante a escolha do local para a festa do último dia 31 de outubro, já que “lá é celebrada a Missa todos os dias, são ministradas aulas de catequese para crianças e acontecem alguns momentos da Semana Santa. Não é o lugar adequado para celebrar o Halloween”.

O convento das religiosas Concepcionistas Franciscanas esteve em uso por mais de 300 anos, mas foi fechado em 2007.

Foi possível usar o convento como local para a festa porque ele é propriedade do município. No local, estão enterradas 250 religiosas e, como informa ‘Religión Confidencial’, “é um lugar de referência e emblemático da localidade”. Pensou-se já em utilizá-lo como biblioteca ou espaço para conferências e exposições.

Nesse sentido, o conselho paroquial indicou que tinha proposto ao prefeito que fizesse “uma exposição ou conferência por ocasião do dia de Todos os Santos e a resposta dele foi que (o convento) se encontra em estado de conservação. Logo, ficamos surpresos de que tenham organizado a festa de Halloween lá”.

Participaram da festa 200 jovens que pagaram 3 euros cada um pela entrada, enquanto a organização do evento custou cerca de 3.500 euros.

Como alternativa ao Halloween, cada vez mais dioceses espanholas e também de todo o mundo celebram o Holywins, que faz um jogo de palavras e significa “a santidade vence”. Nessa proposta, as crianças são incentivadas a se vestir como seu santo preferido e, assim, recordar o chamado universal à santidade.