Com a participação de uns 100 juízes e advogados e 30 auditores

 

3 JUNHO 2016 – Um cúpula de juízes contra o tráfico de pessoas e o crime organizado, na qual participam uns 100 palestrantes do mundo e auditores de 30 países, começa hoje, no Vaticano e termina amanhã, sábado. Organizada pela Academia Pontifícia de Ciências Sociais, acontece na sua sede, a Casina Pio IV, e terá um encontro com o Papa Francisco.

O chanceler da Academia Pontifícia das Ciências, Mons. Marcelo Sánchez Sorondo, destacou que “o desejo do Papa Francisco é dar aos jovens para que tomem clara consciência da sua insubstituível missão perante os desafios da globalização da indiferença” de forma que respondam “a este chamado da sociedade independentemente da pressão dos governos, das instituições privadas e, naturalmente, do crime organizado”.

Em entrevista concedida à Radio Vaticano, a brasileira procuradora Regional da República, Zélia Luiza Pierdoná, disse: “O enfoque da minha fala hoje à tarde sobre o tráfico de pessoas na perspectiva da exploração sexual é interessante porque o trabalho do Ministério Público Federal foi focado e está sendo direcionado para a atenção à vítima, e percebi que esta também é a preocupação do Papa Francisco”.

Também à Rádio Vaticano falou o Procurador Regional da República e Secretário de Cooperação Internacional, Vladimir Aras, ressaltando que “é extremamente importante estimular a cooperação internacional para a luta contra todo tipo de criminalidade”.

O programa desse evento prevê que cada juiz exponha em breves minutos um caso concreto que teve que julgar e, assim, compartilhar a sua visão das necessidades futuras no próprio campo.