MADRI, 06 Abr. 16 / 03:00 pm (ACI/Actuall).- O Arcebispo de Valência (Espanha), Cardeal Antonio Cañizares, lamentou a eliminação por meio do aborto de crianças com síndrome de Down, “que são assassinadas antes de nascer”, o que definiu como uma mostra “da crueldade e da dimensão de maldade que a humanidade é capaz de chegar”, tal como informou a agência AVAN.

 

Durante sua intervenção na tarde da última terça-feira na apresentação da Fundação Jérôme Lejeune – médico francês que descobriu a causa genética da síndrome de Down e hoje está em processo de beatificação –, o Cardeal advertiu como “hoje, desgraçadamente, estão sendo eliminadas antes de nascer; nascem muito poucas crianças com síndrome de Down, o que acontece? Digo duramente, eles são assassinados antes de nascer”.

O titular da Arquidiocese de Valência acrescentou que “uma sociedade que elimina estes inocentes está destacando a crueldade e a dimensão de maldade que a humanidade é capaz de chegar se continua seguindo os caminhos da cultura de morte que nos domina, e também de como é capaz de privar-se deste dom imenso que são as pessoas com síndrome de Down”.

Ontem à tarde, a apresentação da fundação, que está dedicada à investigação e aos cuidados das pessoas com síndrome de Down, constituiu o primeiro ato da “Semana pela Vida” em Valência, organizada pela Plataforma “Valencia, Sí a la Vida”.