Prefeito do recém-criado departamento da Santa Sé para os Leigos, a Família e a Vida falou sobre a sua nova missão

 

Cidade do Vaticano, 18 ago 2016 (Ecclesia) – O prefeito do novo departamento do Vaticano para os Leigos, a Família e a Vida, D. Kevin Joseph Farrell, aponta como principal desafio para os próximos anos reforçar o papel dos leigos dentro da Igreja Católica.

Em entrevista à Rádio Vaticano, o prelado americano, atual bispo de Dallas nos Estados Unidos da América, mostrou-se “honrado pelo Papa o ter chamado a desempenhar um trabalho tão importante”.

“Sempre me vi como um bispo que trabalha numa diocese ao serviço das pessoas, mas quando recebemos uma chamada do Papa, pedindo para fazer uma coisa assim, só podemos ficar surpreendidos e honrados. Não vejo a hora de começar”, salientou D. Kevin Farrell, perspetivando depois a sua missão como “um grande desafio”.

“No topo da sua agenda” estarão prioridades como “a promoção do laicado, o assegurar que os leigos tenham o papel que lhes compete na Igreja e o reforço do apostolado dos leigos.

O bispo privilegiará também a inspiração vinda da mais recente exortação do Papa, “A Alegria do Amor”, escrita depois do último Sínodo dos Bispos em Roma, que foi dedicado ao tema da Família.

Um documento que, assinalou D. Kevin Farrell, tem sido “muito bem aceite e acolhido em todo o mundo”.

Com 68 anos de idade (fará 69 em setembro), e de origem irlandesa, o prefeito do recém-criado departamento do Vaticano para os Leigos, a Família e a Vida tem mostrado ser uma figura interventiva e ativa perante os desafios atuais da sociedade.

Na sua diocese, em Dallas, que tem sido marcada pela violência entre a polícia e a comunidade negra, frisou recentemente que a violência não se supera com mais violência, mas com a paz”.

“Todas as vidas valem: negros, brancos, muçulmanos, cristãos ou hindus, somos todos filhos de Deus e cada vida humana é preciosa”, sustentou então.

 

Agência Ecclesia