O Departamento Nacional da Pastoral Juvenil (DNPJ) vai promover as suas jornadas nacionais de formação permanente com o tema ‘Construir-se como pessoa, desafios para a pastoral juvenil’, no dia 15 de outubro, no auditório da Consolata, em Fátima.

 

“O tema ‘Construir-se como pessoa, desafios para a pastoral juvenil’ é um aspeto fundamental da Pastoral Juvenil, numa fase em que se estruturam as identidades e se definem as opções para a vida”, explica o diretor do DNPJ, no convite à participação nas V Jornadas Nacionais da Pastoral Juvenil.

O padre Eduardo Novo observa que no momento atual são “muitos os caminhos propostos” e nem sempre a visão cristã da pessoa é a que “fala mais alto no modo como nos entendemos a nós próprios e aos outros”.

Destinadas a animadores de grupos de jovens e responsáveis da pastoral juvenil as inscrições para a iniciativa de formação permanente já estão abertas através de um formulário online, disponível no link https://goo.gl/vZIfzT.

Neste âmbito, as jornadas pretendem ajudar a refletir e debater o que significa ser pessoa na perspetiva bíblica e da Doutrina Social da Igreja, e que desafios e consequências pastorais daí decorrem, respetivamente com o bispo de Lamego, D. António Couto, e o diretor do Secretariado Nacional da Pastoral Social, o padre José Manuel Pereira de Almeida.

Do programa destaca-se como conferencista principal que se vai centrar na atenção particular da “ideologia de género”. O especialista Diogo Costa Gonçalves, professor da Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa, vai ajudar a perceber de que modo a perspetiva cristã ilumina todo este debate e pode ajudar a clarificar perspetivas.

O diretor do DNPJ na sua convocatória/convite destaca que as jornadas nacionais da pastoral juvenil realizam-se com a ajuda e participação dos animadores de grupos e responsáveis juvenis uma vez que só dessa forma podem ser “um espaço, cada vez maior, de enriquecimento, de partilha e escuta mútua, de encontro e de comunhão, de formação”.

No dia 15 de outubro, no auditório da Consolata, em Fátima, também vai ser apresentado o «DOCAT», que apresenta aos jovens a Doutrina Social da Igreja.

O Departamento Nacional da Pastoral e a Paulus Editora, a distribuidora oficial do DOCAT para a Língua Portuguesa, estão fazer uma programação pelas dioceses que vai contribuir para a concretização do sonho do Papa Francisco, que escreve o prefácio do novo livro: “Que um milhão de jovens, mais ainda, que uma geração inteira, seja, para os seus contemporâneos, uma Doutrina Social em movimento.”

jnpj-2016-2