2015-10-06 Rádio Vaticana – Cidade do Vaticano (RV) – O seu nome é Davide e é o participante mais jovem do Sínodo: tem apenas quatro meses.

 

Davide é o caçula de Patrizia e Massimo, uma família italiana de 12 filhos. Ao chegar para o Sínodo, o casal “estacionou” o carrinho no adro da Sala do Sínodo e, durante os trabalhos sinodais, o bebê ficou o tempo inteiro no colo da mãe. Com a chupeta na boca, e o Papa no fundo da Sala, sua foto foi o símbolo do primeiro dia do Sínodo.

Os pais são romanos (provêm da paróquia São Luís Gonzaga, no bairro Parioli), mas desde 2004 estão em missão na Holanda, na Diocese de Roermond, em Maastricht, com o Caminho Neocatecumenal. Davide é o caçula de 12 irmãos, seis meninos e seis meninas. O mais velho tem 19 anos.

Entre as famílias do Sínodo estão também os mexicanos Gertrudiz Clara Rubio de Galindo e André Salvador Galindo Lopez, com dois filhos e quatro netos. Participando como auditores, eles partilharam com os padres sinodais sua experiência e dificuldades econômicas após perderem o emprego. Contaram também o engajamento na pastoral familiar depois de uma peregrinação ao Santuário mariano de Guadalupe. O casal hoje é secretário-executivo da Comissão para a Família da Conferência Episcopal Mexicana.

Do Brasil, participam como auditores os cônjuges Ketty Abaroa de Rezende e Pedro Jussieu de Rezende, docentes na Universidade Estadual de Campinas.

(BF)

(from Vatican Radio)