2015-10-20 Rádio Vaticana – Cidade do Vaticano (RV) – A violência doméstica foi um dos temas debatidos pelos padres sinodais, seja em plenário, seja nos círculos menores.

 

Em entrevista à Rádio Vaticano, o Arcebispo de Manaus (AM), Dom Sérgio Castriani, conta que ao expor o tema, vários outros bispos expuseram sua realidade, confirmando que a violência doméstica é um problema mundial:

“De fato, é uma realidade o abuso sexual de crianças e adolescentes, a violência contra as mulheres, e também o tráfico de pessoas. Depois, vários outros bispos tocaram no assunto, foi impressionante isto, de como este é problema mundial. Não é um problema só nosso do Brasil nem da Amazônia em particular, mas é um problema no mundo todo. Vários bispos do Oriente Médio, da África, colocaram isso, e também da Europa. Mas o sentido não é só apresentar o lado negativo, mas também o lado positivo, aquilo que a pastoral familiar está fazendo. E aquilo que a Conferência dos Religiosos do Brasil também está fazendo. Em Manaus, nós temos um programa com universidades e poder público de acompanhamento dessas crianças abusadas sexualmente – um trabalho que tem dado bons resultados. É um caminho. E o trabalho da Rede ‘Um grito pela vida’, que é das consagradas. Então meu objetivo era apresentar, de um lado, a situação da violência, que se confirmou. Aliás, há lugares no mundo onde a violência é muito maior. Nós tivemos testemunhos de bispos africanos, Boko Haram, Isis, estupros coletivos na Índia, é uma coisa que espanta muito, como no século 21 ainda tem tanto problema de violência. E a proposta é que a pastoral familiar e que a Igreja estejam atentas a isto. Nós temos os meios, não só sozinha, mas com profissionais qualificados, para atender esses casos na pastoral familiar.”

Na entrevista, Dom Sérgio fala ainda do trabalho da Igreja na prevenção da violência e da miséria, que está na raiz do problema.

 (BF)

(from Vatican Radio)