MADRI, 23 Nov. 16 / 03:30 pm (ACI/Actuall).- Os Bispos da Polônia declararam Jesus Cristo como Rei do país, um título retumbante que não é outra coisa a não ser o reconhecimento honorífico do seu reinado em todo o mundo, embora na documentação eclesiástica se descreve a cerimônia como “um ato de aceitação nacional do reino de Cristo e de submissão ao seu poder divino”.

 

Para isso, foi celebrada uma missa de entronização no santuário de Lagiewniki, próximo a Cracóvia, na qual estiveram presentes 6.000 fiéis para ser testemunhas de Jesus Cristo no trono sete meses depois que a hierarquia católica aprovou a entronização.

Na verdade, não é a primeira vez que Jesus Cristo é colocado no trono da Polônia, pois em 1997 em Jasna Góra e três anos depois em Sagiewnikim foram celebradas cerimônias semelhantes a esta, embora o chefe do Estado nunca tivesse estado presente.

Desta vez, o presidente da república, Andrzej Duda, do Partido Lei e Justiça, presidiu o ato acompanhado pela sua mãe, Jadwiga, e pelos ministros de Justiça e do Meio Ambiente, Zbigniew Ziobro e Jan Szyszko, assim como vários deputados desta formação.

A presença durante a cerimônia de grandes representantes do conservador partido no Governo demonstra a corajosa defesa dos valores vinculados ao catolicismo personificada pela primeira-ministra Beata Szydlo.

Publicado originalmente em Actuall.