PARIS, 10 Ago. 15 / 02:55 pm (ACI).- No próximo sábado, 15 de agosto, festa da Assunção da Virgem Maria, os fiéis franceses recitarão a oração “Nossa Senhora que derruba os muros” e tocarão os sinos das igrejas de seis dioceses: Fréjus-Toulon, Gap e Embrun, Bayonne, Avignon, Ajaccio e Nancy. Desta maneira, manifestarão seu apoio e solidariedade com os cristãos perseguidos no Oriente Médio.

 

Na mesma data na qual completam um ano da fuga de mais de 100 mil cristãos da Planície do Nínive no Iraque por causa da perseguição do Estado Islâmico no país, o Arcebispo de Avignon, Dom Jean Pierre Cattenoz, indicou que escolheram o dia da Assunção para esta iniciativa porque “quando tudo vai mal, quando não se tem nada, voltamos à Virgem Maria. Os cristãos do Oriente têm uma forte devoção à Maria”.

Através de um comunicado publicado no site da Conferência Episcopal Francesa, o Arcebispo explica que escolheram a oração “Nossa Senhora que derruba os muros” porque “são grandes as paredes que devem cair: as paredes que existem entre as nações, os povos que estão sendo massacrados e também as que dividem comunidades, inclusive na França”.

No começo do mês de julho, uma leiga chamada Anne de Ladouctte denunciou à Famille Chrétienne o silêncio da França a respeito da situação dos cristãos no Oriente: “não é normal que a França, a filha mais velha da Igreja, não tenha expressado massivamente seu apoio aos cristãos do Oriente”.

Dom Dominique Rey, Bispo do Fréjus-Toulon, respondeu a este chamado e propôs esta iniciativa “simples e forte”, esperando que todos os católicos da França se unam a esta intenção.

 “Bastaria um sinal, um firme chamado a todos os homens de boa vontade”, pediu o prelado: “Que no dia da Assunção, na França, os sinos de todas as nossas igrejas repiquem e os cristãos e todos os que o desejarem se reúnam para expressar seu apoio. Pela paz, com a única arma do amor nas mãos. Alguns minutos de recolhimento e silêncio”.

A seguir, a oração à Nossa Senhora que derruba os muros:

“Santíssima Mãe de Deus, dirigimo-nos a vós como Mãe da Igreja, Mãe de todos os cristãos que sofrem e de todas as minorias perseguidas. Vos suplicamos, por vossa ardente intercessão, que façais cair esse muro, os muros de nossos corações e os muros que produzem ódio, violência, medo e indiferença entre os homens e entre os povos.

Vós, que mediante vosso Fiat, esmagastes a serpente antiga, congregai-nos e uni-nos sob vosso manto virginal, protegei-nos de todo mal e abri para sempre em nossas vidas a porta da esperança.

“Fazei que nasça em nós e neste mundo a civilização do amor que pende da cruz e da ressurreição de vosso Divino Filho, Jesus Cristo, Nosso Salvador, que vive e reina pelos séculos dos séculos. Amém.

(Esta oração, escrita em francês em um muro em Terra Santa junto a um ícone da Virgem, também pode ser rezada como novena pelos cristãos perseguidos entre os dias 15 e 23 de agosto).