Casais participantes antecipam evento que encerra Ano ‘Família Amoris Laetitia’

Santarém, 18 jun 2022 (Ecclesia) – Francisco e Isabel Pombas, casal responsável pelo Departamento Nacional da Pastoral Familiar (DNPF), disse à Agência ECCLESIA que a preparação para o encontro mundial das famílias tem sido um “percurso fantástico” e o grande desafio vai ser as famílias em “missão pelo mundo fora”.

“Está a ser um percurso fantástico, e cerca de 50% das dioceses alinharam as festas da família para coincidir com este encontro mundial, ninguém vai ficar arredado do encontro das famílias”, afirmou Francisco Pombas.

Olhando o encontro mundial das famílias, que vai decorrer de 22 a 25 de junho, o responsável aponta a “surpresa da convocatória” e o “formato fora do comum” sendo um “encontro multicêntrico”.

“O foco está em Roma mas disperso pelo mundo inteiro, estivemos na preparação de todo o encontro e no congresso pastoral, inicia a 22 de junho, vão ser focados quatro ou cinco temas, mas o tema central “família, caminho de santidade”, vai ser muito focado na questão da vocação e questão conjugal, e lançado um mandato às famílias presentes para irem pelo mundo fora ter esta missão de tornar as famílias protagonistas da pastoral familiar”, conta.

O casal Francisco e Isabel Pombas destacam a importância das famílias viveram este encontro nas suas dioceses, “onde os vários secretariados promovem eventos ao longo da semana” consoante a “região e os hábitos diferentes de forma a cativar as pessoas”.

Beltrame Quattrocchi e Maria Corsini, o primeiro casal a ser beatificado pela Igreja Católica, são os padroeiros do Encontro Mundial das Famílias e o casal português destaca o “exemplo de  felicidade conjugal, prática sacramental e missão na Igreja”.

“Estes patronos que foram beatificados são exemplo de como os casais podem percorrer este caminho de santidade, e é importantes os casais estarem atentos e podermos alentar como departamento”, refere Isabel Pombas.

Também o casal membro do DNPF, Vasco e Margarida Sá Nogueira, “acompanharam a preparação de todo o encontro”.

“É  fundamental o papel da família tendo em conta os problemas que a sociedade tem vivido e o ênfase que o Papa tem dado as famílias, vivemos num mundo onde há imensos problemas sociais, redução da natalidade, problemas com as pessoas portadoras da deficiência e o Papa teve a preocupação de voltar a centrar a família para ter uma sociedade mais equilibrada e melhor”, salientam.

A Igreja Católica está a viver um Ano ‘Família Amoris Laetitia’, que começou na solenidade de São José (19.03.2021), e decorre até à celebração em Roma (26.06.2022).

O 10.º EMF deveria ter decorrido em 2021, mas foi adiado devido à pandemia de Covid-19.

O EMF 2022 vai decorrer num formato inédito, com eventos em cada diocese católica, em ligação digital com Roma, que acolhe 2 mil delegados de Conferências Episcopais e dos movimentos internacionais empenhados na Pastoral Familiar.

A entrevista aos dois casais integram ao programa de rádio ECCLESIA deste domingo, 19 de junho, pelas 06h00 na Antena 1 da rádio pública, antecipando o encontro mundial das famílias.

HM/SN

plugins premium WordPress