Tema analisado pelo padre Juan Larrú

 

Fátima, Santarém 20 out 2014 (Ecclesia) – O padre Juan Larrú, decano do Pontifício Instituto João Paulo II, em Espanha, afirmou este sábado, em Fátima, que a fecundidade da Igreja passa pela família e, caso não a promova, corre o risco de ser uma instituição “estéril”.

“O sínodo reflete esta inquietude da Igreja para não ser estéril neste momento histórico tão complexo em que nos encontramos”, afirmou o investigador para os Estudos do Matrimónio e da Família à Agência Ecclesia à margem das XXVI Jornadas de Pastoral Familiar.

Padre Juan Larrú a “fecundidade da Igreja passa pela da família” e as comunidades crentes têm de a “promover”, anunciando o “Evangelho do amor”.

“Creio que as pessoas devem entender cada vez melhor o que a Igreja quer para o matrimónio e para a família, que é apenas o que está no plano de Deus, o que Ele pensou”, referiu o sacerdote de Espanha.

Para Juan Larrú, o Sínodo dos Bispos sobre a família, que terminou este domingo no Vaticano, acentuou questões culturais e de linguagem, sublinhando que a família precisa de uma “linguagem verdadeira” e apropriada às pessoas de hoje.

“Em todo o caso, não é só um problema de linguagem, de comunicação, mas fundamentalmente de conteúdo, do que a Igreja quer comunicar ao mundo de hoje sobre o matrimónio, sobre a família”, sustentou.

Convidado a intervir nas XXVI Jornadas de Pastoral Familiar, sobre o tema ‘Família e Fecundidade da Igreja’, o padre Juan Larrú referiu que falar de “fecundidade é falar de comunhão” que “cria laços”, o que “é muito decisivo” no matrimónio e nas famílias.

“A dificuldade é que encontramos uma cultura que, muitas vezes, tende ao individualismo, à solidão, à autonomia e autossuficiência”, a uma vida de “satisfações individuais”, analisa o sacerdote espanhol.

Para o decano do Pontifício Instituto João Paulo II, o “outro” é entendido “quase como um obstáculo, um inimigo aos desejos individuais” que gera “oposição e violência” sendo o grande desafio gerar comunhão, fecundidade, para que “as famílias na Igreja deem verdadeiramente fruto abundante”.

As Jornadas Nacionais da Pastoral Familiar em Portugal realizaram-se no Seminário do Verbo Divino, nos dias 18 e 19 de outubro.

Agência Ecclesia