2016-07-12 Rádio Vaticana – Cairo (RV) – Um apelo às forças de segurança para que façam respeitar a lei que protege os cidadãos de qualquer discriminação sectária, foi lançado pelo Arcebispo copto-ortodoxo de Minya, Anba Makarius, depois de uma série de episódios registrados nas últimas semanas, numa nova espiral de violência que tem por mira os cristãos egípcios.

 

Atualmente – observou o Arcebispo – tais ataques violentos de várias naturezas, do ataque às casas até o sequestro mirado com o fim de extorsão, acontecem a cada dez dias.

Nos últimos tempos foram registrados, entre outros, o ataque à casas de famílias cristãs no povoado de Karm el Loofy, o incêndio em um asilo administrado por cristãos e em plantações pertencentes a proprietários cristãos em Minya.

O episódio mais grave das últimas semanas, no entanto, foi o homicídio de Rafael Moussa, sacerdote copto-ortodoxo da Igreja de São Jorge, perpetrado por um comando armado em Al Arish, a cidade costeira do norte do Sinai que se encontro a apenas 20 km de Gaza.

Grupos jihadistas reivindicaram o assassinato do sacerdote, a quem definiram como “combatente infiel”. (JE/GV)

(from Vatican Radio)