Por Marta Jiménez

VATICANO, 19 Fev. 15 / 12:04 pm (ACI).- O Pontifício Conselho para a Família propiciou um diálogo sem precedentes entre mulheres católicas e islâmicas com o objetivo de defender o valor da família na sociedade atual.

 

No dia 12 de fevereiro deste ano o Vaticano recebeu uma delegação de mulheres da República Islâmica do Irã para dialogar e procurar pontos em comum em relação ao respeito pela família, a educação, a promoção da paz, e o diálogo inter-religioso.

A delegação iraniana esteve dirigida pela Vice-presidente do Irã, Shahindokht Molaverdi, que se encontrou com o Papa Francisco e se interessou por suas catequeses sobre a família.

Respondendo a como o diálogo entre mulheres católicas e islâmicas pode ajudar para a obtenção da paz no Oriente Médio, Molaverdi disse ao Grupo ACI /EWTN Notícias que “conhecer-se é fundamental para o diálogo. É necessário um conhecimento recíproco para dialogar. Uma vez que se consiga isso, é necessário prosseguir e aproveitar os bons potenciais das duas partes: tanto a católica como as islâmicas”.

“Podemos usar a diplomacia religiosa e o elemento feminino para caminhar para esta meta. A essência de todas as religiões fala de serenidade e paz. Naturalmente a mulher, com esse toque de ternura e sensibilidade pode ajudar como mestra de paz no âmbito familiar, primeira escola do homem. E, portanto, com uma compreensão entre ambos, através do diálogo pode haver um pacto positivo a nível global. Se cada um fizer o caminho sozinho, o êxito da paz não seria o mesmo”, acrescentou.

A delegação vaticana esteve dirigida pelo Presidente do Pontifício Conselho para a Família, Dom Vincenzo Paglia, que esteve acompanhado pela Subsecretária do Pontifício Conselho “Justiça e Paz”, Flaminia Giovannelli; e a reitora da Universidade Pontifícia Antonianum, Mary Melone.

A jornada concluiu com uma série de projetos para defender a família como patrimônio da humanidade e a mulher como instrumento “indispensável a todos os níveis”, afirmou em declarações ao Grupo ACI /EWTN Notícias Dom Paglia.

“Espero que isso se estenda a outras representações islâmicas. A família é um tema que une os cristãos e também os homens de boa vontade, porque debilitar a família significa debilitar toda a sociedade”, concluiu.

O próximo passo será a visita de uma delegação vaticana na capital iraniana, Teerã. Espera-se que neste encontro surjam novos laços para melhorar as relações de paz e de convivência no Oriente Médio.