Papa Francisco: “Há colonizações ideológicas. Um grande inimigo é a teoria de gênero “

 

Ele falou de “guerra mundial para destruir o matrimônio”, que “não é destruído com as armas, mas com as ideias.” Assim Papa Francisco se voltou para os religiosos e seminaristas na Igreja da Assunção em Tbilisi, comentando sobre o depoimento de uma mãe, Irina, citando a teoria de gênero.

 

“O matrimônio é a coisa mais linda que Deus criou”, afirmou Francisco, listando “as dificuldades, as incompreensões e as tentações” que podem ser encontradas no caminho do casal.

“Mas é normal que no casamento se discuta? Sim, é normal – disse Francisco -. Isso acontece e às vezes voam os pratos. Mas se o amor é verdadeiro, a paz é feita imediatamente. Eu aconselho para os esposos: briguem o quanto quiserem, mas nunca termine o dia sem fazer a pazes, porque a ‘guerra fria’ do dia seguinte é muito perigosa”, acrescentou lembrando as três “palavras de ouro” na vida matrimonial: “com licença, obrigado, desculpa”.

“Se deve fazer de tudo para salvar o matrimônio”, disse ele, ressaltando que os casais se ajudem “com o acolhimento, a proximidade, o acompanhamento, o discernimento e a integração no corpo da Igreja. Na comunidade católica se deve ajudar a salvar os matrimônios”.