ESTOCOLMO, 01 Dez. 15 / 11:50 am (ACI/EWTN Noticias).- A Organização Mundial da Saúde (OMS) advertiu que a Europa registra o maior número de novos casos do HIV em sua história e informou que as relações sexuais entre homens é a principal forma de transmissão desta doença na União Europeia e no Espaço Econômico Europeu.

 

“Apesar dos programas específicos de prevenção em muitos países europeus, o sexo entre homens ainda é o modo predominante de transmissão do HIV na União Europeia e o Espaço Econômico Europeu”, destacou a OMS em seu artigo intitulado “O número mais alto de novos casos do HIV em sua história”, publicado em 26 de novembro, dias antes do Dia Mundial de Luta Contra a AIDS, celebrado a cada 1º de dezembro.

O comunicado da OMS faz menção à sua investigação litográfica Vigilância do HIV/AIDS na Europa em 2014.

Andrea Ammon, diretora do Centro Europeu para a Prevenção e Controle de Doenças (ECDC, na sigla em inglês), indicou: “Os diagnósticos do HIV entre homens que praticam sexo com homens foram crescendo com uma taxa alarmante, de 30 % em 2005 aos 42% em 2014, com aumentos em quase todos, menos em seis países da União Europeia e do Espaço Econômico Europeu”.

Em ambas as regiões, as transmissões do HIV entre heterossexuais diminuíram cerca de 40% durante os últimos 10 anos.

Nesse mesmo período, o número de pessoas contagiadas pelo vírus através de injeção de drogas diminuiu em aproximadamente 44%.

Por sua parte, a Dra. Zsuzsanna Jakab, diretora regional para a Europa da OMS, lamentou que “apesar de todos os esforços para lutar contra o HIV, durante este ano a região europeia ultrapassou 142 mil novas infecções do HIV, o número mais alto de sua história”.

“Esta é uma grave preocupação”, advertiu.

“Com toda a evidência sobre prevenção e controle do HIV, inclusive novos procedimentos de tratamento, pedimos aos países europeus que tomem medidas audazes e controlem a epidemia do HIV de uma vez por todas”, exortou Jakab.