Lima, 14 Fev. 17 / 07:00 am (ACI).- Pouco mais  de 24 horas após ser lançado, no dia 9 de fevereiro, o vídeo “¿Estás enamorado? ¡No te cases!” (Está apaixonado? Não case) superou as 195.000 reações no Facebook, com mais de 13 milhões de visualizações e mais de 700.000 compartilhamentos. O vídeo que chama a atenção no começo para a suposta recomendação a não se casar, apesar de estar apaixonado, tem um giro comovedor quase no final.

 

“Se quando você pensa nela só escuta canções de amor, se cada vez que está com ela sente borboletas no estômago, ou se quando você está com ela o tempo voa, não se case!” aconselham homens e mulheres mais velhos no vídeo .

“Case quando custe falar, rir, estar presente, e mesmo assim fale, ria e permaneça ao seu lado. Quando o extraordinário se converta em uma rotina, mas comece a fazer da rotina algo extraordinário”.

Em diálogo com o grupo ACI, Santiago Requejo, porta-voz da plataforma “Soy Amante” (Sou Amante), depois do vídeo viral, assegurou que o sucesso repentino os surpreendeu.

“Tínhamos a intuição de que poderia ser um vídeo viral com a capacidade de chegar a um milhão de pessoas em uma semana, mas nunca imaginamos que causaria este impacto. Ficamos muito contentes!”, assegurou.

Há três anos, “Soy Amante” lançou o seu primeiro vídeo de intriga, promo-vendo o matrimônio e a família. Seu título foi “Amantes” e apresentava supostas infidelidades e, em seguida, revelava que se tratava de casais fiéis, e usou o lema “Os amantes são aqueles que amam”.

Santiago explicou que a ideia desta mensagem atrevida deste ano surgiu de um curso pré-matrimonial.

“No primeiro dia que eu participei do curso pré-matrimonial, Carlos, um dos responsáveis pelo curso, começou assim a palestra. A frase ficou gravada na minha mente e desde então percebi que tinha um grande potencial para construir um discurso sobre a diferença entre paixão e amor”, assinalou.

O porta-voz de “Sou Amante” destacou que foi uma “experiência humana e profissional muito gratificante” trabalhar com pessoas casadas há mais de 50 anos para fazer o vídeo.