WASHINGTON DC, 01 Fev. 17 / 04:00 pm (ACI).- No marco da Marcha pela Vida realizada em 27 de janeiro, em Washington DC (Estados Unidos), da qual participaram centenas de milhares de pessoas, a rede social May Feelings convidou a uma maratona de orações a fim de que seja reconhecido em todo o mundo o direito essencial à vida, desde a concepção até a morte natural.

 

Esta maratona consiste em rezar durante cinco dias pela seguinte intenção:

“Rezamos para que o direito à vida seja o primeiro direito fundamental de verdade; e, portanto, seja reconhecido e protegido em todas as legislações do mundo como o direito à vida desde o momento da concepção. #PrayForLife”.

Entre as diversas intenções que receberam, May Feelings citou o exemplo de uma mulher identificada como Elina, com 28 semanas de gravidez que foi diagnosticada com câncer no colo do útero. Ela quer ter o seu filho, mas os médicos lhe disseram que aborte para salvar a sua vida. Esta mãe pede a todos que rezem pela sua intenção.

“Conscientes de que vivemos em um mundo no qual são praticados a cada ano mais de 40 milhões de abortos, a história de Elina nos recorda que temos a importância e a responsabilidade de proteger em qualquer âmbito o direito à vida, especialmente a vida dos não nascidos”, indicou May Feelings.

Além desta intenção, May Feelings tem um site onde as pessoas do mundo inteiro rezam por outras.

A pessoa pode compartilhar nesse site as suas intenções ou se unir a outras. Ao lado de cada intenção há um botão que diz “Rezar” e ao lado aparece o número de pessoas que rezaram ou rezam por cada intenção especial.