Leiria, 30 jun 2015 (Ecclesia) – O bispo de Leiria-Fátima presidiu à reunião do Conselho Pastoral Diocesano que avaliou o biénio pastoral sobre a família, com alertas relativas ao matrimónio.

 

“O sacramento do Matrimónio salva-se antes da sua celebração”, destacou D. António Marto que incentivou a uma preparação remota e próxima.

No seu sítio na internet, a Diocese de Leiria-Fátima adianta que D. António Marto recomendou que a celebração do Matrimónio seja “festiva mas não dispendiosa” para não dar a ideia de que o casamento pela Igreja é muito caro e assim afastar os noivos.

“Na verdade, o que é dispendioso é a festa social e familiar e não a celebração sacramental, que implica poucos custos”, divulga a Diocese Leiria-Fátima.

Neste contexto, apontou a uma “educação dos afetos” na adolescência e na juventude e a uma cuidada preparação dos noivos através de um caminho que desperte a curiosidade relativamente à beleza do Sacramento e conduza à descoberta, ao longo da vida, a graça divina que através dele se comunica ao casal e à família.

O próximo biénio na Diocese Leiria-Fátima propõe uma pastoral mariana e pretende incluir o Ano da Misericórdia, que a Igreja vai viver entre 8 de dezembro de 2015 e 20 de novembro de 2016, nas suas atividades.

“Atenção à reconciliação e ao perdão, quer na descoberta do respetivo sacramento quer nos modos de fazer sarar as feridas nas relações interpessoais e familiares”, são a tónica das propostas refletidas na reunião do último sábado.

Relativamente ao ano pastoral que terminou, os membros do Conselho Pastoral Diocesano “apreciaram positivamente” as iniciativas relativas à família com especial destaque à Carta Pastoral do bispo diocesano e “todo o trabalho que terminou na festa das famílias”, na Marinha Grande.

Agência Ecclesia