Eufracio Abrego, assistente editorial da Radio Maria Panamá, fala sobre o conteúdo de um evento promovido pelo Conselho Episcopal Latino-Americano

Por Osvaldo Rinaldi

 

ROMA, 29 de Julho de 2014 (Zenit.org) – A cidade do Panamá se prepara para receber, do 4 ao 9 de agosto, o primeiro Congresso Latino-americano de Pastoral familiar. Este evento eclesial, promovido pelo Conselho Episcopal Latino-Americano (CELAM), terá como tema “A minha família e eu serviremos ao Senhor”.

Um dos muitos objetivos será o de trazer uma contribuição para os estudos políticos e econômicos sobre a família, enfatizando o valor social e prioritário da família. Um dos propósitos é o de fazer compreender aos vários governos dos Estados latino-americanos que o apoio à família é o verdadeiro motor de um autêntico desenvolvimento humano, social e econômico. Além desses aspectos, a conferência também abordará os seguintes temas: a educação, a comunicação, a vida, a economia e a nova evangelização.

Para entender melhor este evento da Igreja latino-americana, Zenit entrevistou Eufracio Abrego, assistente editorial da Radio Maria Panamá e colaborador da Comissão dos meios de comunicação para a Conferência Episcopal do Panamá.

***

ZENIT: Por que a necessidade deste Congresso?

Abrego: É muito importante que a Igreja sempre conserve um espaço de diálogo para discutir sobre a realidade da família que afeta cada Igreja local, cada diocese e cada grupo. Desta forma, é possível compartilhar as formas em que cada Igreja responde às necessidades de acordo com a sua realidade particular, e, assim, aprender como cada um tratou e respondeu às várias problemáticas familiares.

ZENIT: Que aspectos da pastoral familiar serão abordados?

Abrego: Como Radio Maria recebemos a programação do evento, para transmiti-lo às Rádios Católicas do Panamá e às vários Radio Maria presentes no continente americano. E com base no que tenho observado nesta agenda de trabalho, este congresso será uma excelente oportunidade para compartilhar, como família católica americana, todos os nossos problemas sobre o tema da família e do matrimônio. Essa partilha será enriquecida pelos testemunhos de cônjuges, de famílias e das reflexões de cardeais, bispos e de especialistas no tema da família. Será um momento importante para refletir sobre os desafios atuais da Igreja, a começar pela família até chegar aos vários aspectos da nossa sociedade, tais como a vida, a economia, a educação e a evangelização, também analisadas sob o ponto de vista da comunicação.

ZENIT: O que significa fazer pastoral familiar?

Abrego: Como comunicador cristão católico e como pai de família, posso dizer que fazer pastoral familiar é viver uma vida plena na família, assim como nos ensinou a Igreja Católica, vivendo o Evangelho seja como esposo que como pai, e ensinando aos nossos filhos a moral cristã que recebemos e que nos pode fazer viver uma vida plena.

ZENIT: Como é que esse congresso pode contribuir para o próximo Sínodo dos Bispos sobre a família?

Abrego: Como Rádio Maria, assim como representante de um dos meios de comunicação católico presentes no Panamá, desejamos que este evento possa ser enquadrado como um preâmbulo, como as vésperas do próximo Sínodo Extraordinário de outubro. Será um momento em que todos nós, latino-americanos, representantes da Igreja latino-americana neste evento, poderemos alcançar uma só voz para o próximo Sínodo. Será a voz da Igreja na América, que deseja que a família, no sentido mais amplo da palavra, seja uma verdadeira comunidade de vida, capaz de lidar com todos os problemas que hoje se encontram na frente de seu caminho.